Como cultivar azedinha?

Azedinha (Rumex acetosa) ©Sabor de Fazenda

Azedinha (Rumex acetosa) ©Sabor de Fazenda

A azedinha (Rumex acetosa) é uma herbácea perene, originária da Europa e Ásia e por lá chega a ser considerada subespontânea. Ela produz flores bem pequenas (aproximadamente 3 mm de diâmetro) em um pendão floral bem comprido (cerca de 40 cm). Sua altura fica em torno de 20 cm.

Azedinha ©Sabor de Fazenda

Azedinha ©Sabor de Fazenda

Cultivá-la é muito fácil, quase a consideramos uma planta rústica, ou seja, exige poucos cuidados. Ela se adapta bem a vários tipos de solo, porém prefira manter seu solo arenoso. A boa drenagem permitirá que suas raízes cresçam melhor e se formem touceiras maiores. Aquela velha regrinha 1/3 de areia para 2/3 de substrato vale aqui também.

Eventualmente ela é atacada por lesmas e caracóis, quando se isto acontecer você pode realizar uma catação manual ou cortar a touceira na altura do solo. Lembre-se estes bichos só aparecem em locais excessivamente úmidos, portanto maneire na rega e proteja o solo com alguma cobertura, como palha seca.

Pode ser plantada em um vaso pequeno, porém isto limitará sua produção de folhas. Se você a quer para consumo e não meramente ornamental, plante em jardineiras ou diretamente no canteiro. Apesar de precisar de algumas horas de sol (aproximadamente 4 horas), pode ser plantada na parte da horta que bata menos sol, mas não sombra total! Sua reprodução ocorre por divisão de touceiras.

Uma dica valiosa: não tenha dó de usar suas folhas, quanto mais velhas elas ficam mais fibrosas se tornam e ai chega um momento que não dá mais para consumo 😦

A azedinha é muito versátil, podemos usar suas folhas em saladas, sopas, patês, omeletes e sucos. Já postamos no nosso site uma receita de sopa de batata com azedinha, fica uma delícia. Ela aquece, mas ao mesmo tempo promove refrescância…vejam só:

Sopa de azedinha ©Sabor de Fazenda

Sopa de azedinha ©Sabor de Fazenda

Ingredientes:

4 batatas grandes;

1 maço de azedinha (1 touceira pequena);

1 colher de manteiga;

1 dente de alhos;

500 mL de água;

Sal e pimenta-do-reino a gosto.

Modo de preparo: pique as azedinhas e o alho. Em uma panela de pressão coloque a manteiga, refogue o alho e, depois, a azedinha. Junte a água e as batatas descascadas e picadas. Tempere a gosto. Deixe na pressão por 15 minutos, espere esfriar e bata no liquidificador. Coe com uma peneira para tirar as fibras.

Esta incrível PANC (Planta Alimentícia não Convencional) apresenta propriedades depurativas do sangue, diurética, ajuda a baixar a febre, curar feridas e é muito rica em vitamina C e cálcio. Atenção: por sua grande quantidade de oxalato de cálcio, não deve ser consumida em excesso, pois pode ser prejudicial aos rins.

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Anúncios

Sobre Sabor de Fazenda

Somos um viveiro orgânico de ervas e temperos situado na Vila Maria, São Paulo. Oferecemos mais de 90 espécies de mudas de ervas e temperos orgânicos e uma série de atividades, como cursos para crianças e adultos, que se encantam ao aprender o valor e os benefícios de cada planta e a delícia de fazer seu próprio jardim de ervas.
Esse post foi publicado em azedinha e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s