Horário de Funcionamento

Pessoal, confiram o horário de funcionamento do viveiro neste feriado.

sem-titulo

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Pragas e doenças na horta

ladybug-1271999_1920

Gabi Pastro

Falamos no post anterior que uma terra rica em nutrientes e repleta de macro e microanimais é um dos principais fatores para se ter uma horta saudável. Sem isto, a probabilidade de seu jardim apresentar infestação de pragas e doenças é grande.

Porém, o que temos visto aqui nestes longos anos é que o hortelão caseiro acaba se desesperando com a presença de qualquer tipo de bicho ou praga, em qualquer quantidade. Um ou dois pulgões são capazes de gerar enorme frustração e desespero. Estamos aqui para acalmá-los. Somente tome uma atitude invasiva se houver uma infestação (não uma presença pequena de bichos e doenças). Se você aplicar demais os inseticidas, com o tempo os bichos se tornarão resistentes a estes produtos.

Quando a infestação for muito grande e descontrolada você pode usar algumas destas formas de controle ecológico:

Placa adesiva amarela: captura mosca branca, pulgão, mosca minadora, cigarrinha, fungos e vaquinha. Instale na horta de deixe até ficar toda preenchida pelos insetos.

Placa adesiva azul: captura trips e mosca dos estábulos. Instale na horta de deixe até ficar toda preenchida pelos insetos. Instale na horta de deixe até ficar toda preenchida pelos insetos.

Óleo de nim: insetos, fungos e nematoides, de modo geral. Cuidado, pois o uso excessivo pode afastar animais benéficos do jardim, como abelhas. Aplique, de preferência, somente nas plantas afetadas: um vez por semana por 4 semanas.

Calda natural de tagete: mosca branca e nematoides. Aplique na horta toda durante 4 semanas, sendo cada aplicação a cada 7 dias. Basta você fazer um chá bem concentrado com flores e folhas desta planta, deixe ferver por 20 minutos. Quando esfriar coe e aplique nas plantas. Prefira preparar apenas o que irá usar no dia.

Calda de pimenta vermelha, alho e sabão: pulgões, cochonilhas, ácaros, trips, oídio e míldio. Receita: coloque duas colheres de sopa de sabão de coco ralado em 1 L de água já fervido. Mecha bem. Adicione 5 pimentas vermelhas cortadas e 10 dentes de alho picados. Deixe descansando e esfriando por 2 horas. Coe e aplique nas plantas atacadas. Não guarde por mais de 3 dias deste preparado.

Estopa com cerveja ou leite: se suas plantas aparecerem cortadas e você não encontrar vestígios do animal, provavelmente são lesmas e caracóis. Isto é um forte sinal de terra muito úmida. Embeber a estopa em cerveja ou leite e deixar durante a noite perto das plantas atacadas é uma ótima opção para capturar estes moluscos noturnos. Logo pela manhã você perceberá que a estopa estará cheia destes bichos, coloque-os longe da horta.

Abobrinha e berinjela: alternativa para capturar lesmas e caracóis. Faça da mesma maneira, deixe durante a noite fatias cortadas ao meio destes frutos. Logo de manhã retire junto com os moluscos.

Dimypel: a melhor opção sustentável para eliminar os ovos de borboletas e as lagartas da horta caseira é fazer uma catação manual. Porém, se você desejar uma ação mais radical, aplique dimypel, ele é um pó inseticida natural, composto por bactérias, qual irá matar as lagartas em até 72 horas.

Solução de água e sabão: quando suas plantas apresentarem pequena infestação de pulgões e cochonilhas sem carapaça, passe nas folhas, com o auxílio de um pano, uma solução de sabão de coco (15 g) diluído em água quente (1 L). Somente passe quando a água estiver em temperatura ambiente.

Lembrando que é importante:

  • Afastar plantas que sejam da mesma família botânica, assim a infestação não se espalhará.
  • Sempre que fizer uma poda ou colheita com a tesoura, ou usar qualquer outra ferramenta, esterilizar bem em água sanitária antes de utilizar em outra planta.

Atitudes simples evitam que sua horta perca o controle e que você tenha que ter ações mais invasivas.

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em agricultura orgânica, controle de pragas | Marcado com , , , , , , , , , , , , | 3 Comentários

Curso Jardim Vibracional

Confiram um pouco do que será o curso presencial Jardim Vibracional no Viveiro Sabor de Fazenda nesta quarta-feira (09/novembro das 9h00 – 16h30). Quem ministrará será a paisagista vibracional Claudia Canales. Maiores informações: (11) 2631-4915.

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

A importância de um solo saudável

Gabi Pastro

Pessoal, já falamos anteriormente sobre a importância do controle ecológico, como devemos prestar primeiro atenção no que está acontecendo na horta e depois tomar uma atitude específica.  Plantas saudáveis, em pleno ápice da vida, dificilmente apresentarão infestações por pragas e doenças. Neste caso, o solo é tudo (como diria Ana Primavesi!), uma terra orgânica, saudável e equilibrada dificilmente terá plantas com infestações profundas. Por isto, primeiro cuide do solo (rega, adubação e drenagem) e depois tome uma atitude para controlar os bichos e doenças maléficas. Vejam como um solo saudável deve ser:

Imagem da internet

Imagem da internet

Para que o solo do canteiro esteja sempre saudável siga estas dicas:

  • Use cobertura vegetal morta para proteger o solo do impacto da água e do sol
  • Se a terra for muito argilosa, adicione terra preta e areia e revolva pelo menos uns 15 cm de profundidade
  • Use húmus de minhoca e composto orgânico, eles ajudarão na nutrição das plantas e melhorarão o condicionamento do solo
  • Diversifique o plantio, plante espécies de famílias diferentes em um mesmo local. Também faça a rotação de culturas ao longo do tempo
  • Afofe a terra a cada 30 dias

Seguindo estas dicas, com o tempo, sua terra terá uma boa drenagem e nutrição e atrairá diversos animais benéficos, como minhoca, tatu-de-jardim, centopeia e piolho-de-cobra.

Se você tem uma horta em vasos, a terra dele também deverá apresentar micro e macroanimais, como mostrado acima, porém de uma forma menos intensa.

Como reconhecer se a terra do seu vaso já venceu?

Quando você faz a rega e a água sai muito rapidamente pelo buraco do fundo, ou seja, ela não é mais capaz de segurar a água e os nutrientes. Neste caso, você deverá fazer um replantio, apenas adubar não irá resolver o problema. Veja como reformar o vaso aqui.

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em controle de pragas | Marcado com , , , , , , , , , , , , , | 2 Comentários

Funcionamento do Viveiro

school-1223873

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

CURSOS DE NOVEMBRO: Programe-se

montagem_email_novembro

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Cultivo de tomates

Na edição de novembro da Revista Natureza, nossa bióloga Gabi Pastro dá dicas de como cultivar tomates em pequenos espaços. Imperdível. Já nas bancas.

1346_w300

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Orquídeas, as plantas fortes

divulgacao_oficina_de_orquideas-2

Sérgio Leite

A comentada fragilidade das orquídeas é um mito. Claro que há espécies que são desafiadoras, mas a maioria delas é muito forte. Conhecer suas necessidades básicas e aprender na prática com cultivadores experientes vai mostrar-lhe que o cultivo de orquídeas é relativamente fácil.

Na natureza elas vivem sobre árvores ou rochas, no solo das florestas e até mesmo sobre a areia das praias. Muitas vivem na meia-sombra, outras sob sol pleno e outras em ambiente bastante escuro e têm também necessidades diferentes de água. E seguem sempre saudáveis nos ambientes onde estão.

Ao serem domesticadas, elas conservaram a sua força junto com sua beleza selvagem. Isso prova o poder de adaptação destas plantas maravilhosas.

Em nossas casas elas prosperam ao encontrar as condições parecidas com o lugar de origem dos seus ancestrais, são plantadas corretamente e recebem rega, adubação e cuidados preventivos adequados.

O aprendizado sobre as características e necessidades das orquídeas, bem como o domínio de todo o processo de cultivo, você vai encontrar na Cultivando Orquídeas e Resgatando a Qualidade de Vida que ministrarei, juntamente com a Rita Ferreira, nos dia 31/out e 07/nov (14h30 – 17h00) no viveiro Sabor de Fazenda. Esperamos vocês!

*Informações e inscrições: sabordefazenda@sabordefazenda.com.br

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em orquídeas, Sem categoria | Marcado com , , , , , , , , , | 2 Comentários

Cultivando um jardim vibracional

Claudia Canales

a-fleshy-plant-1478509_1920

Ao longo da história, os jardins sempre estiveram presentes em nossa sociedade. Em forma de praças, jardins residenciais, jardins comerciais, mas sempre embelezando e trazendo mais suavidade para as cidades. Os benefícios de áreas verdes em conforto térmico e acústico já são bem conhecidos. Ultimamente, estudos apontam também para aspectos sociais, onde se comprovou que bairros com praças bem cuidadas refletem na autoestima dos moradores do entorno. Sabemos que muito ainda temos que avançar na conscientização do valor das áreas verdes.

Nos últimos anos, trabalhando como paisagista, tenho percebido mudanças significativas nas pessoas que escolhem ter um jardim por perto. Percebo também que a vida corrida tem nos afastado da natureza e que este modesto retorno ao contato com plantas tem beneficiado o humor e saúde de meus clientes. Com esta percepção iniciei um estudo sobre a influência das plantas nos ambientes e quem neles habita. Descobri coisas muito interessantes!

Existem muitos estudos que tratam da vibração que as plantas emitem ao seu redor, mudando a frequência do entorno, normalmente para muito melhor. Como normalmente os jardins envolvem as residências, acabam fazendo um papel de protetores e filtro de “limpeza” de energia. Poucos se dão conta de que aquele jardim que está em sua residência pode ser muito mais que um local que dá muita manutenção com despesas de jardineiro.

Como isto acontece?? Perceba que as plantas sempre trazem características bem marcantes. As ervas medicinais, como sua denominação denuncia, tem o poder de remédio, de tratamento, e quando plantadas no jardim continuam emitindo esta boa energia para seu entorno. As ornamentais, nem todas estudadas, colaboram com os aromas, beleza e principalmente através das cores que emitem vibrações diferentes dependendo da luminosidade que incide sobre elas.

Um JARDIM VIBRACIONAL tem o papel de nutrir a alma, equilibrar energias e, principalmente, curar o stress. O projeto é criado com a ajuda dos princípios da filosofia chinesa do Feng Shui, de radiestesia, de intuição e sensibilidade. O que determina o projeto é o estilo da arquitetura e o perfil das pessoas que moram no local. Normalmente, para uma residência, projetamos um jardim para equilibrar emocionalmente a família, acalmar o stress, dar ânimo e alegria de viver. Já um jardim de um escritório, por exemplo, harmonizamos as pessoas no trabalho, melhorando os relacionamentos e a criatividade. Um jardim de comércio chama atenção para a loja e atrai as pessoas para que entrem.  Temos percebido uma crescente demanda para jardins mais espiritualistas e creditamos isto, à correria do dia a dia, e de como tem sido difícil para as pessoas equilibrarem suas vidas com tantos afazeres.


divulgacao_jardins_vibracionais-2

Claudia Canales é paisagista vibracional, adquiriu experiência no trabalho rural, coordenando jardineiros e equipes. Realizou visitas técnicas a jardins e praças na França, Inglaterra, Espanha, Escócia e China. Já radicada em Curitiba desde 1995, fez pós-graduação em Paisagismo pela PUC/PR. Ela ministrará dois cursos inéditos no viveiro Sabor de Fazenda: Jardim Vibracional (09/nov das 9h00 – 16h30) e Limpeza Energética da Casa através das Plantas (01/dez das 9h00 – 16h30). Conteúdo completo e outras informações: sabordefazenda@sabordefazenda.com.br.

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em energia das plantas, jardim vibracional | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Novos Cursos Vibracionais no Sabor de Fazenda

curso_claudia_2

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário