Cursos e Oficinas: Novembro

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Anúncios
Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Curry indiano: o louro da Ásia

Por Gabi Pastro, especialista em ervas aromáticas e especiarias 

Hoje é dia de falar da curry indiano, também chamada de árvore-do-caril ou árvore-do-curry (Murraya koenigii). Ela é uma árvore/arvoreta originária do Sri Lanka e Índia, atingindo de 3-4 m de altura quando na fase adulta. Se você já foi para a Índia, com certeza já viu essa planta, pois ela está presente na casa de todo indiano!

Suas folhas têm sabor cítrico e marcante, qual lembra casca de tangerina, porém sua consistência é bem fibrosa, similar ao louro. Suas flores são pequenas e de coloração creme, as quais após polinização dão origem a pequenos frutos rosados que se tornam negros quando maduros.

Desenvolve-se em climas tropicais e subtropicais, podendo ser plantada em vasos ou canteiros, porém requer terra humosa e frequentemente adubada. Use, a cada 40 dias, húmus de minhoca ou composto orgânico. A falta de rega pode gerar folhas pequenas e com galhos pouco desenvolvidos. Reproduz-se por sementes e estaquia de raiz.

A infusão de suas folhas auxilia na digestão e promove a saúde do intestino. Podem ser usadas como tempero na forma seca ou fresca e aceitam serem tostadas no começo do cozimento. Use-as com moderação, 4-5 folhas são suficientes para uma receita para 4 pessoas, pois são muito intensas. Combina com legumes, carnes, peixes, frutos do mar, lentilhas, sopas, ensopados, chutney e curries.

O nome ‘curry’ também é utilizado para denominar outra planta, a Helichrysum italicum, qual recebe esse nome porque possui um aroma que lembra o condimento curry (mistura tipicamente indiana), a qual também é chamada de immortelle.

Aproveite que temos mudas dessa linda espécie a venda aqui no viveiro 😉

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em curry, temperos, temperos na culinária | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Como cuidar de lavandas

A dica de hoje vem da nossa herborista Silvia Jeha, ela conta diversas curiosidades e dicas práticas sobre as lavandas. Confiram o vídeo na integra.

 

Ainda não conhece nosso viveiro? Venha nos visitar e conheça de perto esses tipos de lavanda ❤

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em Lavanda | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Cultivo e aromaterapia das ervas do Mediterrâneo

CURSO INÉDITO NO SABOR DE FAZENDA | Conheça as plantas do Mediterrâneo e seus óleos essenciais, aprenda suas propriedades físicas e energéticas, assim como cultivá-las em casa e usufruir de todas essas propriedades.

CONTEÚDO:
– Entendendo a associação: morfologia da planta vs. tipo de cultivo

– Entendendo a associação: morfologia da planta vs. propriedades energéticas

– Métodos de extração de óleos essenciais (OE)

– O que são qt., gt. e variedades?

– Mergulhando no universo de 7 ervas do Mediterrâneo: identificação, cultivo e propriedades terapêuticas de seus OE

– Benefícios e formas de utilização da erva e do óleo essencial


DATA: 30/novembro/2017 (quinta-feira)

HORÁRIO: 09h00 – 13h00

VALOR: R$ 230,00 (curso, almoço, certificado e presente especial)

COORDENAÇÃO: Gabi Pastro, especialista em ervas aromáticas e especiarias, e Andrea Darco, aromaterapeuta

LOCAL: Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo. 

DEMAIS INFORMAÇÕES E INSCRIÇÃO: (11) 2631-4915 ou sabordefazenda@sabordefazenda.com.br

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em Ervas de Provence, ervas do mediterrâneo | Marcado com , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Águas aromatizadas | Como fazer!

Por Gabi Pastro

O verão está chegando e as águas aromatizadas são nossas eternas aliadas. São ótimas para refrescar, melhorar digestão e dar um sabor especial a um final de tarde ensolarado.

A forma de preparo não podia ser mais simples, basta você colher alguns ramos (10-15 de 20 cm  de comprimento para 1,5 L) de ervas, como hortelã, manjericão e melissa, lavar e colocar em água gelada por no mínimo 30-40 minutos. Se você não respeitar esse tempo, a água não apresentará sabor acentuado. Não há necessidade de socar a erva, somente o processo de maceração já é suficiente. Aproveite para colocar, além das ervas, flores, especiarias e frutos, como rodelas de limão, laranja e carambola.

 

Veja alguns benefícios:

  • Melissa (Melissa officinalis): é refrescante, digestiva e antioxidante, devido à presença, principalmente, de citral.
  • Mentas (Mentha sp.): possuem a capacidade de resfriar o corpo, devido à presença de mentol.
  • Manjericões (Ocimum basilicum): carminativos, ou seja, possuem a capacidade de reduzir a formação de gases intestinais, quais podem surgir após uma refeição mais pesada. Fuja do comum, use variedades diferentes, como manjericão anis, sagrado e tailandês.
  • Erva-luisa (Aloysia citriodora): calmante e digestiva, com leve sabor limonado. Não há quem não se encante com ela!
  • Alecrim (Rosmarinus officinalis): erva ativadora do sistema circulatória, ideal para tirar a letargia dos dias de intenso calor. Também é indicada para tratar dores de cabeça.

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br

 

 

Publicado em água aromatizada | Marcado com , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

RAIO-X | Hortelã-portuguesa

Por Gabi Pastro

No último post de RAIO-X (aqui), nós fizemos com a hortelã-pimenta e agora é a vez da hortelã-portuguesa. Estamos aproveitando, pois essa é uma época na qual as hortelãs/mentas (Mentha sp.) vão muito bem. Aproveite você também na sua casa para cultivá-las.

Vamos a ela….

 

Nome científico: Mentha x villosa Huds.

Família: Lamiaceae.

Origem: Europa.

Outros nomes populares: hortelã, hortelã de panela, hortelã rasteira, menta vilosa, apple mint (inglês), mojito mint (inglês), manzanera (espanhol), mentrasto (espanhol), menta de manzana (espanhol).

Características botânicas: erva perene, ereta e com 30-40 cm de altura. Possui aroma e sabor mentolado, lembrando um pouco a maçã. É mais suave que a hortelã-comum. Suas folhas são grandes, aveludadas e opacas e seu crescimento é mais ereto que as demais hortelãs.

Cultivo-Solo/Clima: prefere solo rico em matéria orgânica. Suporta altas temperaturas desde que não falte água no solo. Resiste às baixas temperaturas, porém sofre com geadas. Propaga-se por estacas, divisão de touceiras e sementes. Necessita de sol pleno, acima de 3 horas de sol direto e diário. O ideal é cultivá-la em canteiros, porém uma bacia de boca larga também é válida.

Usos medicinais, culinários e/ou ornamentais: é indicada para enjoo, náuseas e problemas digestivos. Na culinária, usa-se normalmente, como as demais hortelãs, porém é interessante picá-la quando estiver preparando, pois suas folhas pilosas podem não ser agradáveis ao paladar.

Partes usadas: folhas e flores.

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em ervas aromáticas, ervas do mediterrâneo, Sem categoria | Marcado com , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Que venha outubro: cursos e oficinas!

 

Maiores informações e inscrições: sabordefazenda@sabordefazenda.com.br

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Flores comestíveis no seu jardim!

Gabi Pastro

Está chegando a Primavera e aquela vontade de ver mais flores nas suas e na nossa casa começa a brotar. E esse é o momento ideal para introduzirmos as flores comestíveis na nossa alimentação. Elas são ricas em flavonoides, importantes antioxidantes, e dão um toque especial a qualquer prato.

No jardim, também são importantes, pois são companheiras, atraindo diversos animais benéficos, como abelhas (importantíssimas polinizadoras), borboletas, mamangavas e muito mais. Elas enriquecem a biodiversidade local! Sem falar na parte energética, cada uma tem seu simbolismo e trazem consigo uma energia diferente. Por isso, misture ao seu jardim (comestível ou não) as plantas chamadas de floríferas, ou seja, plantas que produzem expressivamente flores.

Alguns exemplos de flores comestíveis: violeta-perfumada, amor-perfeito, dália, feijão-borboleta, capuchinha, cravina e muito muito mais! Lembre-se, não são todas as flores que são comestíveis, muitas são tóxicas.

Venha aprender sobre o cultivo e uso culinário das flores comestíveis durante o curso Flores Comestíveis: do cultivo ao uso culinário que irei ministrar no viveiro Sabor de Fazenda no próximo dia 30/setembro (sábado). Vou apresentar diversos truques culinários com essas belezuras ❤ Turma alternativa 08/novembro (quarta-feira). Informações: sabordefazenda@sabordefazenda.com.br.

 

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br

 

Publicado em flores comestíveis, Sem categoria | Marcado com , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Palestra Gratuita no Sabor de Fazenda

 

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

A versatilidade da capuchinha: cultivo, usos culinários e muito mais…

Querido leitores, confiram a participação da herborista Silvia Jeha no Programa Mulheres da TV Gazeta. Aprenda a cultivar, usar na culinária e diversos outros segredos dessa incrível planta.

 

Não deixe de acessar nosso canal no Youtube, temos aproximadamente 100 vídeos disponíveis sobre horta, cultivo orgânico, culinária e muto mais.

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em PANC, plantas alimentícias não convencionais, plantas companheiras | Marcado com , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário