Raio-X: Mil-em-rama (Achillea millefolium)

Seguindo nossa séria de raio-x das ervas, hoje vamos falar sobre a mil-em-rama, essa herbácea incrível. Confiram.

 

Nome científico: Achillea millefolium L.

Outros nomes populares: atroveran, macelão, milefólio, mil-folhas, novalgina, common yarrow (espanhol), milfoil (inglês), yarrow (inglês), cientoenrama (espanhol), milenrama (espanhol), milhojas (espanhol).

Família: Asteracea.

Origem: Europa, como a região do Mediterrâneo.

Características botânicas:  herbácea perene, rizomatosa, ereta, aromática, entouceirada, de 30-50 cm de altura. Suas inflorescências formam um lindo buquê alto (mais ou menos 50 cm de altura), branco e repleto de flores diminuas.  É muito utilizada na ornamentação, estando fortemente presente em hortas domésticas em quase todo Brasil.

Cultivo-Solo/Clima: planta típica de clima subtropical. Não gosta de muita umidade, acabando por desenvolver fungos nessa situação. Cresce bem em qualquer tipo de solo, mesmo os mais pobres em nutrientes, porém deve ser bem drenado e permeável. Propaga-se por sementes ou divisão de touceira.

Usos medicinais, culinários e/ou ornamentais: auxilia no combate de febre e dores de cabeça, além de ser adstringente, tônica, expectorante, anti-inflamatória e anti-séptica. Não deve ser consumida por grávidas.

Partes usadas: folhas e flores.

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br

 

Anúncios
Publicado em Sem categoria | Marcado com , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Saiba coletar suas sementes

Por Gabi Pastro, herbalista

Seu jardim comestível oferece muito mais que alimentos e temperos, ele pode gerar sementes, as quais podem ser colhidas e semeadas. Ou seja, ele pode tornar-se autossuficiente.

Vale lembrar que nem todas as plantas desenvolvem-se bem por sementes, algumas quando colhemos do pé, como a erva-baleira, dificilmente germinam, outras produzem uma quantidade muito pequena dessas, como as plantas do Mediterrâneo (lavanda, alecrim e sálvia, entre outras).

Siga o passo a passo e obtenha sucesso nessa empreitada:

  1. Deixe o pendão floral (inflorescência) ou flor secar no pé, se colher antes, a semente não irá maturar.
  2. Colha em um dia quente e seco.
  3. Coloque-os em um saquinho de pão de papel e deixe a boca meio aberta.
  4. Espere alguns dias até as sementes soltarem e depositarem-se no fundo do saco.
  5. Retire as inflorescências e flores secas (coloque no composto ou minhocário) e guarde as sementes nesse ou em outro saco de papel.
  6. Armazene na geladeira, caso não use de imediato.

Espécies que oferecem sucesso na semeadura: cebolinha, salsinha, coentro, alface, manjericão, picão, zaatar, calêndula, girassol, papoula, capuchinhas e muito mais.

Saiba onde encontrar o local que nascem as sementes de algumas espécies:

 

Quer aprender mais sobre sementes, semeadura e raleio? Venha participar da Oficina de Sementeiras com nossa jardinista Mayra Dias no dia 22/setembro das 9h00 – 12h00. Mais informações: sabordefazenda@sabordefazenda.com.br.

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em Sem categoria, sementes | Marcado com , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

O que plantar na primavera?

A primavera está chegando e com ela os dias mais propícios ao cultivo de inúmeras hortaliças também. Aproveite para preparar a horta para esses dias de mais sol e maior desenvolvimento vegetal. Faça aquela poda de manutenção e adube seus vasos e canteiros.

Seguem algumas hortaliças boas para semear agora para que você consiga colher na primavera/verão: alface, almeirão, berinjela, cenoura, rabanete, espinafre, abóbora, pepino, mostarda, rúcula, pimentas, pimentões, repolho, tomate, salsinha e muito mais.

Se você tem dúvidas de como semear, digite na busca (canto superior direito) ‘sementeira’ que você encontrará diversos textos sobre o assunto.

Por aqui já estamos com mudas sazonais (não temos sementes) e bem raras de diversas hortaliças. Confiram:

Kale black (cavolo nero)

Kale tailandesa

Kale crespa

Tabaco

Capuchinha dobrada amarela

Couve-flor roxa

Miosótis azul

Digitalis purpurea

E muito mais!!

Não percam e venham nos visitar. Mais informações: (11) 2631-4915.

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em hortaliças, hortaliças em pequenos espaços, hortaliças em vasos | Marcado com , , , , , , , | 3 Comentários

Como fazer vinagre de manjericão

Por Gabi Pastro, herbalista

Continuando nosso post da semana passada sobre reaproveito das podas das ervas, selecionei para vocês uma receita deliciosa de vinagre aromatizado com manjericão.

IMG_3451

VINAGRE AROMATIZADO COM MANJERICÃO

Ingredientes:

1 xícara (chá) de folhas frescas de manjericão

300 ml de vinagre orgânico de maçã

1 vidro com tampa de 500 ml

Modo de preparo: coloque as folhas do manjericão levemente picadas no fundo do vidro esterilizado (você pode esterilizar com álcool 70 e deixar secar). Na boca do vidro coloque uma folha de papel manteiga, suficiente para cobri-la, e feche o vidro. Todos os dias chacoalhe levemente o vidro, isso acelera o processo. Após 21 dias, coe e envaze o vinagre em uma garrafa final. Use em até 3 meses, o sabor ficará melhor dentro desse período.

Obs.: você pode fazer esse processo em garrafa ao invés de um pote de boca larga, porém terá mais trabalho para tirar as folhas após o período de espera, pense nisso. Talvez nesse processo você acabe perdendo a garrafa de vez por não conseguir tirar as folhas de lá.


Quer aprender mais sobre aromatização de vinagres e azeites? Venha participar do curso Ervas Aromáticas: do cultivo ao uso culinário com as herboristas Silvia e Sabrina Jeha no dia 15/setembro das 9h00 – 13h30. Mais informações através do sabordefazenda@sabordefazenda.com.br.

unnamed

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br

 

 

 

 

Publicado em receitas culinárias, Sem categoria, temperos na culinária | Marcado com , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Cursos e Oficinas de Setembro

Informações completas pelo (11) 2631-4915.

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Saiba aproveitar integralmente as podas das ervas

Por Gabi Pastro, herbalista

Podar regularmente as ervas aromáticas é essencial para seu bom desenvolvimento e deve acontecer com maior frequência que plantas de maiores portes. Já falamos isso anteriormente em diversos artigos, coloque ‘poda’ na busca ao lado e descubra.

Hoje o foco é diferente, é o que fazer com os restos das podas que muitas vezes acabam sendo volumosos e que muitos não conseguem usar por completo tudo que foi colhido. Vamos valorizar o que plantamos com tanto carinho e o que a natureza nos deu!

Seguem algumas sugestões:

– Faça um delicioso sal aromatizado, basta bater as folhas e talos moles das ervas juntamente com sal no liquidificador. Se desejar mais cremoso, adicione azeite. Durabilidade: 3 meses em vidro e na geladeira.

– Seque com o auxílio de saquinhos de papel, fazendo aquele típico varal de ervas, porém protegidos do sol e luminosidade artificial. Quando estiverem crocantes, cerca de 2 semanas depois, debulhe as folhas, guarde em vidros e use como tempero ou chá. Durabilidade: 6 meses em vidro e local seco e fresco.

– Prepare vinagres aromatizados. Basta picar as folhas ou flores em um vidro, preencher com vinagre de maçã ou de arroz (o suficiente para cobrir as ervas), aguardar 20 dias e coar. Durabilidade: 3 meses se guardado em vidro e local seco e protegido da luz.

– Prepare um delicioso banho ou escalda-pés para revigorar! Estes preparados nada mais são do que os típicos chás. Aqueça a água até um ponto antes da fervura, desligue, coloque no balde com as ervas e voilà.

– Junte maços grossos, mas não tão longos, de ervas frescas, amarre com linha de algodão e deixe secando da mesma forma citada acima. Quando estiver seco, queime como um incenso super aromático e energético. Durabilidade: após seco, queime em até 6 meses.

– Coloque o excesso de poda na composteira ou minhocário, as ervas voltarão para a horta na forma de adubo. Ciclo completo.

E ai, o que você faz em casa para não desperdiçar alimentos? Conte para nós!

*Confira aqui diversos cursos que temos no viveiro e que ensinam a utilizar integralmente as ervas.

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em colheita, poda | Marcado com , , , , , , , , | 4 Comentários

Hortinha Taste | Venha plantar conosco

É com muita alegria que divulgamos que estaremos novamente no Taste of São Paulo com a Hortinha Taste.

O Taste Festival, que acontece em 17 cidades diferentes do mundo, incluindo Londres, Paris, Moscou, Dubai e Sydney, retorna a São Paulo ainda maior. O Taste of São Paulo terá 27 dos principais restaurantes e bares e 70 chefs do Brasil.

Sucesso nos últimos dois anos, com um público superior a 37 mil pessoas, o evento cresce e agora acontecerá não mais em um, mas em dois finais de semana: nos dias 17, 18 e 19 e dias 24, 25 e 26 de agosto, no Clube Hípico de Santo Amaro e os ingressos já estão a venda em tudus.com.br/taste.

Com curadoria do consultor gastronômico e comentarista Luiz Américo Camargo, irão compor a programação do Taste of São Paulo um time de 27 melhores restaurantes e bares e 70 chefs do Brasil , além de 80 expositores que oferecerão produtos premium e ainda incomuns no mercado para compra e degustação no Empório Taste.

A Hortinha Taste é um espaço para as crianças e adultos colocarem as mãos na terra e conhecerem hortaliças e vegetais presentes no nosso dia-a-dia, um espaço de conhecimento dedicado aos pequenos e com interação direta com natureza.

Horário das oficinas:

Sextas – às 19h e 20h.

Sábados – às 15h, 16h, 20h e 21h.

Domingos – às 15h, 17h e 18h.

*Capacidade máxima: 10 alunos. Chegue cedo e garanta seu lugar. As inscrições devem ser feitas diretamente no local.

Descrição:

Iniciaremos as oficinas com um passeio pela Hortinha Taste que contará com aproximadamente 70 espécies diferentes entre ervas, temperos, hortaliças e PANC, plantas alimentícias não convencionais, incluindo flores comestíveis, sucesso total entre os chefs.

Além da horta, será mostrado o funcionamento de um minhocário e os adubos orgânicos produzidos pelas minhocas.

Finalizaremos com o plantio de um vaso com uma muda de tempero orgânico (manjerona, tomilho, tomilho limão, orégano entre outras a escolher). Além disto, cada participante receberá um kit da nossa parceira Isla Sementes. A Hortinha Taste também conta com o apoio da FG Import e Sítio Raio de Sol. 

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em Sem categoria | Marcado com , , | 2 Comentários

Lavandula multifida | a nova lavanda do viveiro

Por Gabi Pastro, especialista em ervas aromáticas e especiarias

É com muita alegria que divulgamos que agora temos uma nova espécie de lavanda a venda aqui no viveiro. Além da Lavandula angustigolia (alfazema) e Lavandula dentata (lavanda), agora temos a Lavandula multifida (lavanda egípcia). E devemos isto ao nosso querido amigo Omar, o qual nos presenteou com as primeiras mudas.

De folhas esbranquiçadas e bem recortadas, diferentemente das demais. Suas flores são azul-púrpuras/índigo, quais florescem com facilidade e diversas vezes ao ano, fazendo dela uma ótima opção para ornamentar o jardim. Elas não possuem o aroma típico das lavandas. Atinge em torno de 60 cm de altura.

Diferentemente das demais, gosta de uma atmosfera mais úmida, porém sem umidade no solo. Não possui expressivo uso culinário, porém suas flores são comestíveis e dão um charme especial as finalizações de pratos.

 

 

Para informações sobre estas novas mudas nos mande um e-mail (sabordefazenda@sabordefazenda.com.br) ou ligue (11 2631-4915).

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em ervas aromáticas, Ervas de Provence, ervas do mediterrâneo | Marcado com , , , , , , , , , | Deixe um comentário

A vez dela: capuchinha!

Por Gabi Pastro

É nesta época do ano que as incríveis capuchinhas (Tropaeolum majus) reinam, ficam mais floridas e vistosas. Uma das razões é que as lagartas estão menos presentes devido ao frio e acaba deixando a planta desenvolver-se com esplendor.

orange-flower-3492274_1920

Capuchinha comum

As capuchinhas são plantas herbáceas, ou seja, de porte rasteiro, atingindo entre 30 a 40 cm de altura. Suas flores podem apresentar-se nas colorações laranja, amarela, vermelha, rosa e até brancas, as quais se formam na primavera-verão. Aqui no viveiro temos duas variedades, a mais comum de folhas verdes claras e com flores de cores variadas (foto à esquerda). E as de folhas verdes escuras com bordas levemente arroxeadas, porém com flores somente vermelhas (foto à direita).

 

Devem ser cultivadas sob sol pleno, como planta pendente em vasos e jardineiras, ou em canteiros. O cultivo sob meia sombra também é possível, porém ela florescerá menos. Apesar de rasteira, pode ser guiada como trepadeira.

Multiplica-se por sementes, as quais devem ser colocadas para germinar no outono. Nos meses de verão costumam ser atacadas por lagartas, mas estas deixam de ser um problema assim que entre o outono.

Floresce permanentemente e a colheita deve ser feita na época da formação de um bom volume de folhas e flores. Porém, nas palavras de nosso chefe do viveiro, Ronaldo Lima, a manutenção é essencial. Por isto, faça adubações a cada 40 dias em caso de vasos e a cada 3 meses se plantada em canteiro. Limpe periodicamente as folhas secas e lembre-se de colher as sementes para mais tarde semear.

img_2557.jpg

Flor recém-polinizada

Na culinária, suas flores e folhas comestíveis são usadas para enfeitar e dar um sabor fresco e picante aos pratos e saladas verdes. Por serem muito ricas em vitamina C, suas folhas e flores são muito usadas na alimentação para fortalecer o corpo e aumentar a resistência, além disto, é excelente para problemas de pele, como irritações e sarnas. Sua semente também pode ser consumida. Na cosmética é usada para fortalecer e dar brilho aos cabelos.

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br

 

Publicado em Sem categoria | 1 Comentário

Programação de agosto | Cursos e oficinas

Para mais informações: (11) 2631-4915 ou sabordefazenda@sabordefazenda.com.br.

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em Sem categoria | Marcado com , , , , , , , , | 4 Comentários