Temperos da panela indígena

Por Sabrina Jeha

Esse é o nome de um dos capítulos do livro História da Alimentação no Brasil, de Luís da Câmara Cascudo, historiador e antropólogo que se dedicou a estudar e sistematizar a cultura brasileira. No prefácio, ele conta que “Em dezembro de 1943, veraneando na Vila de Estremoz (RN), esquemei liricamente uma História da Alimentação no Brasil , seduzido pelo assunto que vivia esparso e diluído em mil livros.” A partir daí, todas suas vivências, prosas e leituras era material para o livro, que foi escrito entre os anos de 1962 e 1963.

O tempero essencial dos povos indígenas eram as pimentas Capsicum, eles comiam verdes ou maduras, diferentes cores e formatos com peixe e vegetais, misturada a farinha de mandioca e preparavam também o que se chamava de ijuqui  pimenta seca pilada com sal (que eles já sabiam fabricar, secando água do mar em valas).

Ao longo dos séculos XVI e XVII as cunhãs, cozinheiras das tribos, começaram a fazer como as portuguesas: usar os temperos que nasciam em suas hortas. E aí, para minha surpresa, Câmara Cascudo cita uma única erva além das pimentas: “Há uma erva que se chama nhambi, que se parece na folha com o coentro, e queima como mastruço, a qual comem os índios e os mestiços crua e temperam as panelas de seus manjares com ela.” O Nhambi, foi identificado como Eryngium foetidum aqui na Sabor de Fazenda chamamos de coentrão, mas pelo Brasil é chamado de Chicória de Caboclo, coentro de caboclo, coentro de pasto.

Pois é, todo dia, era dia do índio, mas agora ele só tem o dia 19 de abril…Baby do Brasil canta esses tristes versos, um retrato de como os povos indígenas são tratados desde a chegada dos portugueses em suas terras. O ISA, Instituto Sócio Ambiental, faz um trabalho incrível de valorização e preservação da cultura de diferentes povos indígenas e lançou o Manual dos Remédios Tradicionais Yanomami https://www.socioambiental.org/pt-br/o-isa/publicacoes/manual-dos-remedios-tradicionais-yanomami

Um lindo e extenso trabalho de pesquisa sobre os saberes de cura tradicionais desse povo.

Aqui no Sabor de Fazenda, você pode ver de perto algumas ervas que aparecem no Manual Yanomami e no livro do Câmara Cascudo e que são usadas há anos para temperar e preservar a saúde dos povos tradicionais: entre elas estão o coentrão, as pimentas malaguetas, dedo de moça, biquinho, a carqueja, o boldo indígena, gengibre, capim limão, araruta, urucum, cana do brejo.

Eu e o pé de alumã (boldo indígena)

E viva a cultura indígena, hoje e sempre!

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Anúncios
Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Oficina de Impressão Botânica

Impressão botânica é uma técnica que imprime as formas, cores e aromas das plantas no tecido através de uma reação química, gerando uma estampa única e especial. Num encontro prático, os participantes criarão uma peça autoral a partir dessa técnica.

Conteúdo:

  • História do ecoprint/impressão botânica
  • Materiais necessários para fazer em casa
  • Preparação do tecido
  • Mordentes
  • Plantas tintórias
  • Criação da peça
  • Processo de tingimento

Data: 11/05/2018 (sexta-feira)

Horário: 9h00 às 13h30

Valor: R$ 240,00 (apostila digital, almoço e certificado)

Coordenação: Beatriz Alcantara

 

Formas de pagamento:

Opção 1 (a vista): R$ 228,00 depósito bancário a vista – 5% de desconto (válido para pagamento integral realizado 10 dias antes) ou R$ 240,00 depósito bancário a vista (válido para pagamento após 10 dias anteriores ao curso)

Opção 2 (2x): R$ 120,00 no ato (depósito bancário) e R$ 120,00 no dia (dinheiro, cheque, crédito ou débito) – sem desconto

Informações e inscrições: sabordefazenda@sabordefazenda.com.br ou (11) 2631-4915.

 

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Creme de batata com azedinha

 

Agora com o outono e inverno batendo na porta, algumas plantas não se desenvolverão muito bem, apresentando um crescimento mais lento e até morte. A azedinha é um exemplo, pensando nisto escolhemos dividir com vocês a receita de uma sopa creme de azedinha, assim usara-la no seu maior esplendor, antes de ficar mais escassa. Fora que seu sabor limonado é ótimo para alegrar e dar acolhimento aos nossos dias corridos. Confira…

Material:

4 batatas grandes

1 maço de azedinha (1 touceira pequena)

1 colher de manteiga

1 dente de alho

500 ml de água

Sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo: pique as azedinhas e o alho. Em uma panela de pressão coloque a manteiga, refogue o alho e, depois, a azedinha. Junte a água e as batatas descascadas e picadas. Tempere a gosto. Deixe na pressão por 15 minutos, espere esfriar e bata no liquidificador. Coe com uma peneira para tirar as fibras e aqueça novamente. Se desejar, coloque folhinhas picadas de coentro e consuma como um gaspacho, sopa fria.


Quer aprender a usar as plantas não convencionais na sua alimentação? Venha participar da Vivência PANC: Degustações as Cegas deste dia 13/abril das 9h30 as 12h30. Mais informações: (11) 2631-4915.

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Vem comemorar com a gente | 25 anos Sabor de Fazenda

Tiago Queiroz/Estadão

 

Neste dia 02/abril, completamos 25 anos de Sabor de Fazenda e queremos comemorar com vocês pertinho da gente, por isto teremos 3 palestras gratuitas diferentes durante o mês de abril. Confiram:

| Sabor de Fazenda, uma história de amor |
As herboristas Silvia e Sabrina Jeha contam a historia do viveiro, curiosidades e desafios.
Data: 06/abril (sexta-feira)
Horário: 10h00 – 11h00
Valor: gratuito
Local: Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo

| PANC no jardim |
O agrônomo Marcos Furlan, primeiro professor parceiro do Sabor de Fazenda, conta curiosidades sobre as Plantas Alimentícias não Convencionais (PANC).
Data: 20/abril (sexta-feira)
Horário: 10h00 – 11h00
Valor: gratuito
Local: Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo

| Horta em Pequenos Espaços|
A bióloga Débora Morato, parceira há mais de 10 anos do Sabor de Fazenda, conta como ter uma horta em espaços reduzidos.
Data: 27/abril (sexta-feira)
Horário: 10h00 – 11h00
Valor: gratuito
Local: Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo

INSCRIÇÕES: sabordefazenda@sabordefazenda.com.br ou (11) 2631-4915 – é necessário inscrever-se.

Vagas limitadas: 25

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

A Menina que Amava a Natureza | 25 anos Sabor de Fazenda

Por Ana Maria Dourado

Era uma vez, uma menina doce que amava viver junto à natureza, o nome dela era Silvia. Desde pequena ela conviveu com plantas, ervas, flores, insetos e bichos, porque sua família vivia em uma linda fazenda.

Quando Silvia cresceu, teve que sair da fazenda e ir para a cidade grande estudar. Ela viu que a cidade era repleta de prédios, concreto, carros fumacentos, habitada por gente séria e triste. Isso a deixou melancólica, com muitas saudades da vida junto à natureza…

Foi então que ela sentou em seu quarto e fez um pedido ao seu coração. Pediu para que lhe mostrasse como trazer a alegria da sua fazenda para animar e transformar a vida das pessoas tristes da cidade.

Seu coração atendeu ao pedido e lhe trouxe uma grande ideia! A de construir um viveiro de plantas, com ervas puras e livres de substâncias ruins, para embelezar a vida e trazer saúde às pessoas. E assim nasceu a Sabor de Fazenda, do desejo de repartir o sabor de seu amor com todas as pessoas que precisassem…

Depois disso, já se passaram vinte e cinco anos de sucesso, rodeados de alegrias, incertezas, festas, lutas, trabalhos, triunfos e fé… Muita fé!

Sou uma dessas pessoas tristes da cidade que teve a graça de conhecer a Silvia, assim que ela abriu o Viveiro “Sabor de Fazenda”. Estava grávida de três meses da minha segunda filha, a Gabriela, que nesse ano fará 25 anos de idade. A mais velha, Beatriz, que participou de muitas atividades da Sabor, através do Projeto Dedinho Verde, carrega consigo a sementinha dessa história e hoje leva para a escola de sua filha Liz, o que a Silvia nos proporcionou: amor pela natureza de Deus!

Gratidão, Silvia, Sabrina e Lucinda, pela nossa história de amor nessa linda jornada!


Neste último dia 02/abril, completamos 25 anos de Sabor de Fazenda. Queremos agradecer a todos que fizeram e fazem parte da nossa história. Agradecemos àqueles que nos acompanham de perto ou de longe. Um grande abraço e contem sempre conosco.

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em Sem categoria | 6 Comentários

Como eliminar formigas da horta?

Ultimamente temos recebido muitas perguntas de como eliminar as formigas do jardim ou horta. Vamos então compartilhar uma receita que nosso biólogo Silvio Marques faz no viveiro. Como recebemos muitas crianças durante o Projeto Dedinho Verde não podemos ter a presença delas, pois podem acarretar em acidentes, mas vale lembrar que a presença  intensa de formigas é um indicador. Pode ser uma indicação, por exemplo, que o solo está muito compactado e pobre em nutrientes. Por isto, investigue, senão o problema retornará.

Receitinha prática para formigas:

Ingredientes: 1 colher (sopa) de fermento biológico granulado, 1 copo (250 ml) de melaço de cana e 1 copo (250 ml) de vinagre e 2 pães amanhecidos.

Modo de preparo: misture o fermento no vinagre e esta mistura no melaço. Embeba os pães, bem picados, neste mistura final. Deixe absorvendo por 24 horas. Após isto, coloque os pedaços de pães embebidos pelo jardim. Não coloque perto dos formigueiros, senão elas desconfiam (bichinhas espertas..rs). Após levarem o farelo para o ninho este irá fermentar e as formigas irão morrer. Reaplique após 15 dias, pelo menos 2-3 vezes.

Faça em casa e depois conte para nós nos comentários.

Até a próxima!

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em pragas, Sem categoria | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

Jardim comestível e sua diversidade botânica

Há duas semanas atrás as professoras e jardinistas Denise Lindorfer e Mayra Dias contaram para nosso blog  o que são os jardins comestíveis e hoje elas falam sobre os benefícios da diversidade botânica dentro deste jardim comestível. Confiram!

Por Denise Lindorfer e Mayra Dias

PORQUE A DIVERSIDADE É IMPORTANTE EM NOSSOS JARDINS COMESTÍVEIS?

  • Para mantermos um solo mais rico e vivo (importância da microvida);
  • Para as plantas crescerem mais saudáveis e menos suscetíveis a ataques ou doenças;
  • Para estimularmos os 5 sentidos com cores, aromas, sons, sabores e texturas;
  • É possível viver em sintonia com o meio ambiente, respeitando a natureza e de forma mais saudável;
  • Garantindo a diversidade em nosso jardim estaremos potencializando a saúde e vitalidade de nossas plantas.

PORQUE CULTIVAR ERVAS E FLORES EM MEIO A HORTALIÇAS E FRUTÍFERAS?

  • Muitas dessas plantas potencializam outras plantas ou oferecem algo valioso para manutenção de nosso jardim;
  • Favorecem o desenvolvimento de outras plantas com interações bioquímicas;
  • Elas ofertam matéria orgânica e produzem de biomassa, assim contribuem com a constante estruturação do solo;
  • Atraem insetos polinizadores e outros polinizadores;
  • Podem ser hospedeiras para bactérias que fixam nitrogênio no solo;
  • Oferecem sombra quando necessário;
  • Embelezam e enriquecem o jardim-horta com cores, texturas e aromas;
  • Algumas espécies também produzem flores comestíveis para incrementar suas receitas.

Quer aprender mais sobre como ter um jardim lindo de plantas comestíveis? Temos diversos cursos relacionados, como o Pratico em Jardinagem Orgânica Comestível com as professoras Denise Lindorfer e Mayra Dias. Serão 5 encontros de domingos alternados a partir de 06/maio.  Mais informações: sabordefazenda@sabordefazenda.com.br.

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em horta caseira, jardinagem, Sem categoria | Marcado com , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Quem são as ervas medicinais e como usá-las…

Por Gabi Pastro

Uma dúvida recorrente de nossos clientes e alunos é quais são as plantas consideradas medicinais ou se todas as plantas são medicinais. Bom, vamos lá, consideramos uma planta medicinal aquela que produz compostos químicos que chamados de princípios ativos, metabólitos secundários ou bioativos, ou seja, não são todas.

Dentro deste grupo de compostos que a planta pode produzir estão inseridos:

  • Óleos essenciais, tão conhecidos por nós por dar sabor e aroma às ervas aromáticas e especiarias
  • Taninos, presentes, por exemplo, no vinho e nas frutas verdes
  • Flavonoides, presentes principalmente nas flores e frutos
  • Saponinas, presentes, por exemplo, no alcaçuz, ginseng e castanha-da-índia
  • Mucilagens, como as presentes na babosa
  • Entre outros

Portanto, quando falamos de ervas aromáticas ou especiarias estamos também falando de planta medicinal. Ou seja, seu tempero, como a cebolinha, salsinha e pimenta-do-reino, é uma planta aromática e medicinal ao mesmo tempo. Não tem como dividir seu poder culinário do medicinal. O principal benefício e que são ricas em antioxidantes, prevenindo o envelhecimento precoce e doenças relacionadas a ele.

Como usá-las?

Você não precisa fazer nenhum preparado diferente no seu dia a dia para se beneficiar delas, use-as como tempero de seus pratos ou como ingredientes de um delicioso chá. Diversificar é essencial, assim consumirá princípios ativos diferentes que trarão propriedades medicinais diferentes.

Conheça as propriedades de algumas ervas:

  • Hortelã-pimenta: combate dores de cabeça, principalmente as relacionadas à fadiga mental. Aumenta o ânimo e dá foco.
  • Alecrim: revigorante e energizante, perfeito para momentos de gripe, no quais ficamos mais caidinhos.
  • Camomila: alivia o cansaço, promove um sono tranquilo e combate cólicas estomacais e menstruais.
  • Manjericão: digestivo, combate dores estomacais e de cabeça, como sinusite.
  • Sálvia: auxilia no tratamento de problemas respiratórios, possui ação expectorante, e dores de garganta.

Agora é com você! Bora para a cozinha!

 


Quer se aprofundar no assunto? Temos diversos cursos que abordam as plantas medicinais e seus benefícios, os próximos são: Oficina de Chás e Infusões: cultivo, culinária e fitoterapia (20/março das 9h00 – 13h30) e Curso Ervas e Especiarias na Saúde (24/março das 9h00 – 13h30) ambos comigo. Ambas as turmas serão são especial Outono, ou seja, vamos ver o que as plantas podem trazer de benefícios neste período do ano. Espero vocês! Mais informações: sabordefazenda@sabordefazenda.com.br

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em Sem categoria | 2 Comentários

Jardins Comestíveis Orgânicos

Por Denise Lindorfer  e Mayra Dias

Pense em um jardim repleto de cores, aromas, formas, texturas e…. SABORES!!!

Para além de alimento, os vegetais, os legumes e as frutas possuem riquíssimo valor ornamental. A jardinagem de hortas ou a jardinagem comestível, além de produzir alimentos saudáveis, traz à tona a reconexão com os fluxos da vida e quando descobrimos outra forma de nos relacionarmos com a natureza, podemos transformar nosso jardim em horta, ou nossa horta em um lindo jardim. Podemos valorizar o aspecto ornamental dos vegetais em espaços de cultivo que além de nos aproximar da beleza, podem nos alimentar, nos curar e ser uma aventura para os nossos sentidos com suas cores, sabores, formas e aromas maravilhosos.

Vamos quebrar as regras e deixar as hortaliças e os legumes invadirem nosso jardim e as flores invadirem nossa horta, assim como faziam nossas avós! Quem não lembra, quando criança, de ter visto aquele jardim multicolorido onde a couve crescia ao lado da roseira?! Os jardins comestíveis celebram a diversidade!!! Aliás a diversidade é necessária para o cultivo orgânico de alimentos saudáveis!

Se sairmos para uma breve caminhada em ambientes naturais onde não existe a influência humana na organização da vida, percebemos que inúmeras espécies compartilham o mesmo espaço, cada qual com suas diferentes necessidades de nutrição, luz, água e ar. As plantas convivem com saúde e se desenvolvem plenamente em apoio mútuo. Essa é uma das maravilhas proporcionada pela diversidade!

Aprendendo com os processos que ocorrem naturalmente, sentindo, ouvindo e vivenciando-os podemos transportar essas dinâmicas da natureza para nossos cultivos. Ao optar pela diversidade trabalhamos diretamente com um dos princípios fundamentais para manutenção da vida, isso irá garantir um jardim com solo vivo e plantas sempre saudáveis.

 


Quer aprender mais sobre como ter um jardim lindo de plantas comestíveis? Temos diversos cursos relacionados, como o Pratico em Jardinagem Orgânica Comestível com as professoras Denise Lindorfer e Mayra Dias. Serão 5 encontros de domingos alternados a partir de 06/maio.  Mais informações: sabordefazenda@sabordefazenda.com.br.

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em agricultura ecológica, agricultura orgânica, como cultivar hortaliças, como cultivar legumes, como cultivar verduras, cuidados do solo, cultivando em casa, Sem categoria | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

Bambu, uma opção sustentável

Por Gustavo Queiroz

A arte de construir com bambu é uma prática ancestral,  que a cada dia vem conquistando novos adeptos e ganhando destaque como uma nova possibilidade construtiva e decorativa.

De civilizações antigas à simples vilas e comunidades na América latina, o bambu tem presença certa. Aqui Brasil, um país de escala continental, esta planta com mais de mil espécies se adapta em praticamente todos os estados brasileiros. Símbolo de beleza, resiliência e flexibilidade, este tipo de grama de crescimento rápido e diversos tamanhos, se tornou um material adorado por curiosos, artesãos, engenheiros, arquitetos, designers, decoradores e paisagistas, que já descobriram milhares de usos, seja uma simples colher ou uma casa inteira feita em bambu.

No cenário atual, ultrapassamos o simples uso temporário, muito comum, por exemplo, em grupos de escoteiros, para um uso permanente em construções urbanas e rurais. Estudiosos de todo mundo, estão dedicados a estudar e comprovar ao mundo a força que esta planta possui, ao mostrar resistência superiores ao aço e ao concreto. Outra qualidade, é sua leveza, o que torna um método construtivo de alto rendimento e praticidade.

O aprendizado para não é complexo, porém precisa seguir alguns passos para obter uma estrutura resistente e duradoura. Como qualquer outra construção é importante fazer um projeto para dimensionar corretamente as peças que serão utilizadas e evitar erros durante a obra. Ou seja, construir com bambu não é impossível ou inacessível, é apenas preciso buscar um profissional capacitado para realizar a obra ou investir em um curso com bons professores, que possam ensinar todos segredos desta planta sagrada. Te convido para participar do curso Construção em Bambu + Telhado Verde comigo e com Marcello Martins que acontecerá nos dias 11 e 25/março das 9h00 – 16h30. Você aprenderá noções básicas da permacultura, como a construção com bambus e a fabricação de telhados verde. Veja o conteúdo completo aqui.

 

Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo
(11) 2631-4915
sabordefazenda@sabordefazenda.com.br
Publicado em Sem categoria | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário